"At the end, no winner was declared in the face-off between pens and lenses. And that’s a good thing. Whether with a pen or a camera, the act of recording things visually forces us to pay attention to our surroundings. It helps us see things with new eyes when we take the time to look. And that’s all that matters." Gabriel Campanario, fundador dos Urban Sketchers​

22 novembro 2015

Jazz & Blues na Mercearia Elite, São Pedro do Estoril, Cascais


Este post também serve para relembrar que podemos partilhar trabalhos produzidos fora dos encontros e nos concelhos onde actuamos (Cascais, Oeiras, Sintra, Amadora e Lisboa)!

Então, aqui vai um rabisco que fiz num bar-restaurante que descobri há pouco tempo, o Mercearia Elite, em São Pedro do Estoril, que tem comida óptima e em conta, música ao vivo aos Sábados à noite e cozido à Portuguesa ao Domingo. Como tem Internet à borlix, levei o computador, fiquei no cantinho da sala de não fumadores a comer uma rica quiche de ervilhas, a ouvir boa música e só via de lá um dos músicos.

Enquanto trabalhava afincadamente para pôr os encontros e expedições Foto&Sketchers 2´´ em ordem, a coordenação do grupo, a gestão dos projectos, entre outros assuntos e a escrever e-mails enlouquecidos sobre o inferno natalício e o natal infernal, com estranhos pedidos para prendas como ceroulas para a neve para uso no Inverno Português no distrito de Lisboa...  que originou uma resposta sobre um quadro a grafite e a pastel seco de um auto-retrato com umas peúgas ao pescoço, oferecidas há muito tempo num Natal longínquo de um famoso Sketcher  que eu obviamente não vou denunciar!

Foi uma belíssima noite e ainda tive tempo de voltar às canetas de feltro com base do desenho em mina de grafite B 1,3, apagada depois. Tem que se trabalhar com o que se tem no momento da oportunidade...

O próximo concerto é já no próximo Sábado e o próximo cozido à Portuguesa é já no próximo Domingo ;-)




Sem comentários:

Enviar um comentário