"At the end, no winner was declared in the face-off between pens and lenses. And that’s a good thing. Whether with a pen or a camera, the act of recording things visually forces us to pay attention to our surroundings. It helps us see things with new eyes when we take the time to look. And that’s all that matters." Gabriel Campanario, fundador dos Urban Sketchers​

15 novembro 2015

Quinta da Regaleira



A Capela, perdida entre muitos verdes. Estilo neomanuelino,
aludindo o seu simbolismo à Ordem de Cristo.
A cripta tem um acesso subterrâneo com ligação ao Palácio.

 O Poço Iniciático

 É uma torre invertida que se afunda cerca de 25 metros no interior da terra, com acesso através de uma enorme escadaria em espiral.

















Configura-se como um espaço que celebra a relação entre a Terra e o Céu.


















Se alguém souber o nome...diga-me.


 Uma Sequóia. Se foi plantada no início da construção do  parque
terá à volta de 100 anos e se não  adoecer viverá mais 500 anos!


Um dia muito bem passado.

Um grande obrigado à Lídia, irmã da Raquel, Sem ela teria sido difícil perceber quanta magia e mistério emanam dos lugares por onde passámos.

5 comentários:

  1. Gosto muito da tua fotografia do poço iniciático. Visto de baixo é uma vista bastante mais misteriosa do que a habitual de cima.

    Quanto às flores, nascem no campo, espontâneamente, parecem-me que no final do Verão ( pelo menos nalgumas zonas do País) e parecem-me da família dos lírios/ açucenas. Mas não sou uma conhecedora, apenas uma curiosa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Teresa. Fui ver no Imagens Google e de facto parecem ser açucenas.

      Eliminar
  2. Também gosto muito da foto do poço vista debaixo. Mas do que gosto mesmo é do teu desenho finalmente partilhado aqui! Acho que também é porque pela primeira vez estive a apreciar-te na actividade dos rabiscos :)
    Não querendo desdenhar da trabalheira que tiveste para fazer a composição, o desenho ficava mais belo e ganhava mais por si próprio :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Rita. És capaz de ter razão, agora olhando melhor, devia ter separado o trabalho de pesquisa do trabalho do desenho. O objectivo de fundir as duas coisas podia ter sido feito de outra maneira. Prá próxima sairá melhor...espero ;)

      Eliminar
  3. Gosto muito do teu desenho Sara.
    Recorda-me uma tarde bem passada e que estive lá a ver o teu desenho ganhar forma em proporções bastante perfeitas e profundidade ambiental quando coloriste o espaço em redor.

    ResponderEliminar