"At the end, no winner was declared in the face-off between pens and lenses. And that’s a good thing. Whether with a pen or a camera, the act of recording things visually forces us to pay attention to our surroundings. It helps us see things with new eyes when we take the time to look. And that’s all that matters." Gabriel Campanario, fundador dos Urban Sketchers​

23 novembro 2015

Fundação Oriente Museu - Figuras, Sombras e Reflexos

Pronto, pronto, aqui estão mais algumas fotografias, desta vez sem legendas.
Tenho mesmo de lá voltar.








4 comentários:

  1. Boa!
    O teu telemóvel permite função de escurecer ou iluminar as fotos antes de as tirares?
    Tens que ter cuidado com os candeeiros, tal como aconteceu na foto do fato samurai. Adoro aquela peça dos medalhões. Penso que se tivesses contrastado mais no tratamento posterior a foto teria ganho por o fundo ficar mais negro e dar mais destaque aos objectos. Esse teu smartphone é incrível. E o teu olho está cada vez melhor! :D

    ResponderEliminar
  2. Como efeito de sombras, gosto especialmente das fotos do fato do samurai e dos medalhões, mas estava a pensar o mesmo que a Rita antes de ler o comentário dela: ganhava muitíssimo se escurecesses a imagem num tratamento posterior ! Também gosto muito do leão (?) mas ganhava se tivesse um espaço a mais da margem, para a figura respirar... Com o smartphone é incrível !

    ResponderEliminar
  3. Boas observações, há sempre um ou outro pormenor que se pode melhorar.
    Em relação ao leão, figura de que gosto muito, tive de recortar bastante a foto para eliminar luzes e reflexos muito ruidosos á volta mas reconheço que lhe falta espaço.
    Quanto ao colar de medalhões gosto do efeito das sombras dos próprios no fundo.
    Não é fácil fotografar objectos naquela exposição de fundos negros, muitos vidros e pontos de luz dispersos e fortes.
    Quero lá voltar porque é mesmo fascinante.

    ResponderEliminar
  4. O leão mesmo recortado está excelente. Boa Raquel. Temos mesmo que voltar.

    ResponderEliminar